quarta-feira, 7 de agosto de 2013

What goes around...


 Os amigos são um bocadinho como a sorte: não é preciso ter muitos, é preciso que sejam realmente bons. Com a idade vamos percebendo que o que importa é rodearmo-nos de pessoas que nos dão segurança, que nos deixam voar mas que mantêm a rede de segurança esticada no caso de nos espetarmos; pessoas em quem podemos confiar sempre e com quem não temos reservas.

Vamos percebendo, também, que há pessoas que gostam de estar connosco simplesmente porque lhes podemos dar algo: sejam palavras, ajudas específicas ou simplesmente o silêncio de quem ouve. Há as que nos querem perto porque realmente podemos fazer diferença na sua vida. Com quem criamos empatia, sabe Deus porquê. Outras que querem simplesmente que não sejamos de mais ninguém, e que acreditam que as relações entre amigos são exclusivas porque isso os faz ter uma sensação de importância que não conseguem alcançar de outra forma.

Há as pessoas de quem nos rodeamos que nos inspiram, que nos deixam felizes e com um brilho no olhar naqueles 3 minutos em que nos conseguimos encontrar e trocar um abraço. Que se desdobram para programas despretensiosos que podem incluir compras, cinemas, um dia na praia a comer bolas de berlim ou só um café ao final do dia. Que fazem realmente a diferença, porque são.

E depois existimos. Nós. Com as nossas fraquezas, as nossas dúvidas, os nossos receios, as nossas vidas. Nós, com as nossas qualidades, defeitos, feitios, opções. Nós, que desconfiamos, que nos entristecemos, que nos desiludimos, que nos magoamos quando as pessoas não são, afinal, tudo aquilo que esperámos. Nós, que [tantas vezes] damos demasiado e que nunca queremos nada em troca. Até ao dia em que sentimos essa ausência, porque acreditámos que todas as pessoas que nos cruzaram o caminho fazia parte daquelas que nos abraçam só com o olhar.

E é nessa altura que repetimos, eventualmente com um olhar menos brilhante e um coração mais apertado, que what goes around comes around. E que, por isso mesmo, a vida ainda nos vai recompensar.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo