segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Boobs #2

Eu sei que não sou mãe. E que não conheço as maravilhas da maternidade, da amamentação, de ter alguém que amamos acima de tudo, bla bla bla. Sei disso tudo e também me assumo uma céptica em relação a essa lamechice, toda, aviso já.

De qualquer forma, há crianças lá em casa - sou tia de duas - mudo-lhes fraldas, adoro-os, sou uma tia cool, que fica com eles, dá-lhas banhos, muda fraldas e tudo e tudo e tudo. Agora, deixem-me que manifeste a minha clara repulsa por essa moda que agora parece que anda por aí de que amamentar tem que ser anunciado ao mundo.

Sim, senhora, que amamentar é uma coisa natural. Claro. A pessoa tem um filho, estiver na rua põe uma fraldinha por cima e amamenta-o, se estiver em casa, sozinha, está mais à vontade e toca de tirar a maminha para fora e servir a criança; se estiver com amigos retira-se para o quarto ou coloca uma fralda por cima... normal. E bonito. Mas é só isso. Normal.

Não tem que ser anunciado ao mundo. Não tem que ser fotografado tipo bandeira. Não quero ver uma mãe de mamas de fora a amamentar uma criança sem uma fralda por cima. Não quero!

E tenho esse direito. Amamentar é bonito? É. É um acto único, bla bla bla? É! Mas também é particular, é intimo, é pessoal. Não deve ser exposto como forma de 'convencer' mães a amamentar. Esse é o trabalho das amigas. Dos médicos. Das mães e das irmãs. Vos garanto que ninguém me convence ou não a amamentar ao obrigar-me a ver mamas cheias de leite, que eu não conheço de lado nenhum, a alimentar bebes que eu também não conheço.

Se os conhecer é igual. Dispenso. Se for uma irmã, uma amiga com quem tenho muita confiança? Well, então rapidamente digo "não queres por uma fraldinha por cima?" A sério. Dispenso e acho uma invasão de privacidade ver.

Mas isso sou eu. Que não me comovo com amamentações alheias :)

Uff. Obrigada. Precisava de desabafar.

7 comentários:

  1. hummm penso o mesmo. Tenho 2 filhas, a primeira passou fome no 1º mês á conta da extremismo do ter que amamentar, com a mais nova já não fui nisso.
    Cada uma faz como entende de preferencia sem impinjir nada ás outras.

    bjos

    Maggie

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Concordo com tudo! Bolas que ando tudo tolo com a mama de fora!

    ResponderEliminar
  4. Sempre gostei da minha privacidade, e não tinha de mudar ao amamentar, uma fralda em cima et voilá, nem o fiz nem gosto de ver, acho até constrangedor,
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Discordo. Infelizmente, porque estamos perante uma sociedade que vai pelos facilitismos, que é bombardeado com informações erradas como se fossem certas, que cresce a achar natural um bebé ser alimentado por biberão e consolado com chupeta, achando menos normal ter a mama de fora e alimentar e consolar com a dita. Enquanto for assim, a amamentação deve ser aplaudida, demonstrada, apoiada, amada, espalhada por esse mundo fora. É melhor alimentação que se pode dar, é o melhor para o bebé. Pode doer, pode ser custoso, pode estragar as mamas, mas dá muito amor ao nosso bebé e ele à mãe que o amamenta. Porque isso é o natural!
    E não está só nas mãos dos médicos, dos enfermeiros, dos ditos especialistas porque se fosse por eles, eu não tinha amamentado. Como mulheres e como mães, temos também esse dever de mostrar o que é normal e natural!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo