terça-feira, 7 de janeiro de 2014

O Tiago.

Conheci o Tiago através do Twitter - imagine-se! Por curiosidades da vida, tinha sido colega de um então meu colega de jornal. Quando combinámos um café para nos conhecermos não virtualmente, perguntei ao P. se podia encontrar-me sem medos com o Tiago - afinal eu não o conhecia de lado nenhum.

"Impecável. Cinco estrelas", foi a resposta que obtive à pergunta sobre se ele era boa pessoa [Yep, sorry, eu perguntei :)]

Falámos toda a noite como se nos conhecêssemos há imenso tempo. Trazíamos ambos nos corações doídos relações longas terminadas. Mas trazíamos também o sorriso e a esperança de quem encara a vida com otimismo. Falámos, bebemos uns copos e despedimo-nos. Trocámos umas mensagens e uns telefonemas nos tempos seguintes. Podíamos ter ficado juntos que o tempo parecia que queria isso. Mas não ficámos. E acabaríamos ambos com os amores das nossas vidas. Felizes. E fomos partilhando essa felicidade um com o outro.

Desde esse dia pouco mais estive com o Tiago. Mas falo com ele com regularidade. Telefonamo-nos. Falamos no Gtalk. No Facebook. Não vamos a casa um do outro, não nos encontramos há séculos mas eu sei que o Tiago lê tudo o que eu escrevo. E que me pede ajuda quando preciso. E que está lá para ajudar quando eu preciso.

Ajudei-o em coisas importantes da vida, dei-lhe as sugestões para a viagem onde iria pedir a Joana em casamento. Sinto-o presente na minha vida como se fosse quase um amigo de infância. E hoje o Tiago surpreendeu-me com um texto que me fez ter uma inveja desmesurada. Porque não fui eu a escrevê-lo. O Tiago, para além de ser um amor, escreve bem. Muito bem. Tão bem quanto eu gostaria de saber escrever. E não tem medo de ser romântico, carinhoso e de escrever coisas bonitas à mulher da vida dele. Não tem medo de ser lamechas porque sabe que ser homem não é ser isento de sentimentos.

Por favor, vão ler o blogue do Tiago. E sonhem com um amor assim - se o não têm - porque são estes amores e estas palavras que inspiram a vida de quem lhes toma conhecimento.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo