segunda-feira, 10 de março de 2014

Cheap NYC | Restaurants

Espanto-me sempre um pouco quando oiço pessoas dizer que Nova Iorque é uma cidade cara. Não acho nada. Na verdade, da primeira vez que lá estive, achei-a surpreendentemente 'em conta'. É possível fazer uma vida muito mais barata do que em Paris, por exemplo, e trazer pechinchas fantásticas.

Para quem quer boa comida, confirmei aquilo que já achava antes: em NYC é possível comer mais e melhor por um preço muito mais justo que em Portugal. Não quer dizer que seja barato. Quer dizer que, se quero comer boa comida, encontro um restaurante realmente bom, e mais barato que em Lisboa.

Já aqui falei do Craft Bar, do chef Tom Colichio.  Desta vez, na mesma linha, fui até à Brasserie Les Halles, do Anthony Bourdain. Comi um paté de pato absolutamente delicioso de entrada, e um beef bourguignon que começou lindamente - juro, derretia-se na boca - mas que acabou mal: over cooked, seco..uma pena. De qualquer forma, a sobremesa estava boa, e como tivemos a sorte de apanhar a NYC Restaurant Week, o jantar ficou a 70 dólares por pessoa, com direito a cocktails - bons, bons, bons. Um preço mais do que justo para comer no restaurante de Mr. Bourdain, e que não daria para comer ali no Eleven, por exemplo. Sem a NYC RW era, de qualquer forma, possível comer um bom bife por cerca de 20 dólares e com cocktails a 10 dólares... parece-me razoável.

Paté

Menu Les Halles

Biffe Bourguignon

 
Crème brulée


E só para falar de comida - mais cara, que os almoços ficam para outro texto, se quiserem muito saber - de referir, desta vez, também, o The Americano. Escolhido por amigos nova iorquinos, o Hotel fica numa daquelas ruas onde eu nunca entraria por vontade própria. E era uma pena. Comi aqui uma das melhores refeições dos últimos tempos, com destaque para a sobremesa e para o vinho. A 'Caramel Bombe' deixou-me a rebolar e foi o melhor doce que comi nos últimos anos. 

 
Caramel Bombe - mesmo assim, com 'e' :)


O vinho

Já o vinho, um Chateau Pey La Tour, nem sequer tem descrição de tão bom que era. Este jantar ficou a uns 80 dólares por pessoa  - menos de 60 euros - e vos garanto que foram raros os lugares, em Portugal, onde já comi tão bem por este preço. Atente-se que vieram para a mesa duas garrafas de um vinho que não é barato, portanto, podíamos ter gasto muito menos que isto.

Isto tudo para dizer que se conseguem tão boa qualidade a este preço, também se consegue comer menos bem a preços absolutamente comportáveis. E isto para falar apenas da boa comida. Almoços, compras de roupa, brinquedos e afins, ficarão para outra altura. E aí sim, caem por terra qualquer argumento de que NYC seja uma cidade cara. Não é! Believe me!


PS: Todas as fotos, com excepção das duas últimas, são da Jess. 
PS1: Mais imagens da viagem podem ser vistas no Instagram --> cliquem no botãozinho ali ao lado and follow us! :)







Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo