sexta-feira, 21 de março de 2014

De bata

- Pois quis. Porque aqui não estavas a trabalhar. Mas podias ajudar quando vens. - Mas quando venho, estou de férias. - E quando tu vens eu também devia estar de férias. Nem a fralda ao miúdo és capaz de trocar. Ele olhou, complacente, e recostou-se novamente no sofá, manta em cima das pernas. Ela, a bufar de indignação, correu até à cozinha onde ligou às amigas.

...

[Hoje é dia de aviar receitas bo blogue do lado. O resto do post pode ser lido aqui]

2 comentários:

  1. As circunstâncias da vida atual não ajudam. O facto de se terem de dividir as vidas a dois em países diferentes dificulta muito a tarefa. Nem gosto de ler histórias deste tipo (e suponho que seja baseada em factos verídicos...). Enfim. Peço sorte para mim.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo