terça-feira, 18 de março de 2014

Obrigada (que nunca é demais)

Há pessoas que nos inspiram. Não por serem as melhores pessoas do mundo ou por fazerem coisas que ninguém mais faria. Há pessoas que nos, que me inspiram, porque fazem, todos os dias, aquilo que têm que fazer, da melhor forma possível.

Uma das pessoas que mais me inspira, desde que a conheci, não é uma pessoa simpática. Não tem falinhas mansas, tem um mau feitio de bradar aos céus e tem um cérebro fantástico também. Isso e um sentido de justiça que conheci em muito poucas pessoas.

Uma das pessoas que mais me inspira ainda me deixa nervosa quando tenho uma coisa para lhe contar, e assim qu a digo fico à espera de lhe conseguir perceber no olhar se concorda com a minha decisão. E mesmo que não precise de a validar, sabendo da sua sensatez, sei também que estou no caminho certo se os olhos o disserem.

Um dia, quando for crescida, gostava de ser assim. Como essa pessoa. Talvez com um bocadinho de menos mau feitio (sorry :D), mas com a mesma sensatez e a mesma capacidade de ler o mundo. Com a mesma capacidade de trabalho, com o mesmo sentido de justiça e com o mesmo bom-senso. E sobretudo, com as palavras bem medidas.

Obrigada. De coração. Por me ouvires. Que eu sei que não é fácil. :)




Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo