segunda-feira, 7 de abril de 2014

Music becomes it.

Foram três as boas causas que me tirarm de casa no Sábado à noite, depois de uma semana absolutamente exaustiva, para me acabar no MEO Arena:

1. o reencontro [possivelmente único] dos Silence 4;
2. o apoio ao IPO;
3. a celebração antecipada do aniversário da minha prima-irmã


O concerto foi absolutamente fantástico. Não vos sei dizer há quanto tempo não saía de um concerto com uma sensação tão boa de 'realmente valeu a pena'. Eventualmente porque as músicas me levaram a viajar pelo tempo, até aquela idade em que os nossos principais problemas eram o que íamos vestir para sair à noite. Ou o teste da semana seguinte. Mas agora ouvidas com a maturidade -e a serenidade - de quem sabe que esses não são os nossos maiores problemas.


Para além de ter sido o reencontro de uma banda de que ninguém ouvirá falar daqui a uns dez anos - uma pena mas uma fatalidade -, foi um concerto carregado da emoção do 'renascimento' de Sofia Lisboa, que fez um cover maravilhoso da Invincible, dos Muse, para agradecer à irmã, do meio da plateia. Foram duas horas e meia de memórias, de espetáculo, de gratidão e de música. Foram duas horas e meia de um gesto que o IPO não esquecerá: a Sofia agradeceu da melhor forma ao levar os amigos de novo para cima de um palco. Gratidão. Gratidão. Gratidão.

E eu, pequenina, cá ao fundo, agradecia de coração terem-me deixado vê-los ao vivo tantos anos depois. E cantado com eles músicas que agora me dizem ainda mais. Esta noite não me sai da memória tão cedo - nem da garganta, que continuo rouca de tanto que cantei :)





Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo