quinta-feira, 22 de maio de 2014

Frente e Verso | Organização vs Caos



A Lénia é a personificação do caos

--

Eu sou a personificação da desorganização. É assumido e contra factos não há argumentos. Sou o tipo de pessoa que acumula papelada em cima de papelada - mas sei sempre onde está aquele papelinho minúsculo de que preciso. Sou o tipo de pessoa que colecciona caixotes cheios de tralhas, não porque seja apegada às ditas tralhas, não porque ache que podem vir a fazer-me falta um dia, mas simplesmente porque não tenho pachorra para arrumar aquilo tudo. E vou juntando. Depois há um dia em que me dá uma fúria e deito os caixotes fora sem sequer os abrir...

Eu bem tento. Ele são apps no telemóvel, ele são esquemas de organização mas isto não é para mim. É contranatura. Eu não sou assim. Claro que, com tanto tentar, já melhorei nalguns aspectos, mas o meu fundo, a minha coluna vertebral será sempre o caos. 

Ter filhos ajudou. A partir do momento em que tens filhos, a margem para o improviso diminui consideravelmente e tens mesmo que te organizar. Viagens, por exemplo. Eu era aquela pessoa que dava uma volta pela casa e atirava para dentro de uma mala aquilo que achava que poderia dar-me jeito. Agora faço listas. Escrevo num papel tudo o que tenho que levar e vou riscando os itens à medida que faço as malas. Acabo por me esquecer de muito menos coisas e demoro metade do tempo a empacotar tudo.

O meu marido fica doente com a minha desorganização, ele que é um monumento à organização. Odeia. Já aprendeu a viver com estas idiossincrassias mas, se lhe perguntarem, dirá que esta é a característica que mais odeia em mim. E eu percebo-o, juro que sim. Mas é muito difícil contrariar a nossa natureza e, por muito que tentemos e nos eduquemos nesse sentido, há coisas que estão de tal maneira enraizadas que é quase impossível mudar. Mas eu tento, ok?

--


https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo