domingo, 1 de junho de 2014

da Alegria. e da Gratidão.

1992 / 2013 / 2014
A minha vida é e sempre foi guiada, muito particularmente, pela fé. Com momentos de altos e baixos - como acontece em todas as relações - eu e Ele sempre fomos amigos. Daqueles a sério. Só que como a relação é desequilibrada, que eu sou sempre o elo mais fraco, sempre sofri com ela. Até aprender que o segredo é entregar. Entregar sempre, porque às vezes acontecem coisas que não entendemos na altura, mas que uns tempos depois - às vezes anos - fazem todo o sentido.

Eu acredito, verdadeiramente, que Deus sabe e conhece todo o meu plano de vida. Sei que ele já definiu as curvas do caminho, sabe em que cruzamentos vou hesitar mais e aposto que até já se ri do final que me vai dar, porque só Ele o conhece. Mas para agora pensar nisto assim, serena, tranquila e com um sorriso - e tantas lágrimas, às vezes - foi preciso crescer neste caminho. Que o caminho - este - é uma experiência pessoal mas não abdica de guias. No meu caso, tive vários. Mas hoje o dia é de um só. O meu guia maior. A minha referência de serenidade, sabedoria, liberdade, paciência e amor. A pessoa que me viu crescer e que hoje recebeu mais um dom daqueles que o vai fazer ser pastor de muitos mais - o que me deixa absolutamente ciumenta mas estupidamente feliz.

Sou, possivelmente, a pessoa que mais refilou com ele ao longo destas mais de duas décadas (!!!) de convivência - que também lhe vejo as coisas menos boas. E falo delas... Sinto que sou uma privilegiada do caraças por poder ter tido tão grande exemplo na minha vida. E hoje emocionei-me imensas vezes, e ainda mais quando recebi o primeiro abraço episcopal.

Chamem-me beata, se quiserem. Mas claramente, parte do que sou hoje devo-o a esta pessoa. Que agora tem uma missão tão maior que eu estou aqui cheia de medo de lhe perder o rasto...e isso dói-me tanto que nem sabem.

*De qualquer forma é a alegria que permanece. Sempre. Mais do que o ciúme, mais do que o medo, a alegria é o que hoje me inunda. Verdadeiramente. Isso e um agradecimento que nunca mais acaba Àquele que nunca me abandona.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo