domingo, 8 de junho de 2014

Do sol. Do sal.

O sal. A areia. A pele curtida do sol e do calor. Este frio das noites que ainda não são de Verão e que arrefecem o corpo e confortam a alma. O mar. Os cheiros, os sabores e as cores do tempo quente. Do Verão que teima em chegar. As pessoas. As de sempre e as novas.

O armário que se abre para nos dar as roupas de praia guardadas ha tanto tempo. A casa que vai retomando o cheiro da agitação veranil, aos poucos.

A certeza.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo