terça-feira, 17 de junho de 2014

Livre.

Ser livre. Romper amarras e ter em mente o que realmente importa. Deixar para trás os medos, os anseios e as dúvidas. Aplacá-las com a certeza de quem sabe que as tempestades passam e os fortes sobrevivem. Ser livre para sorrir, para amar, para dizer, para fazer. Ser livre. Lembrar-mo-nos todos os dias de quem somos, do que queremos, do que é feita a vida. A vida a sério, aquela que não nos oprime mas que nos deixa voar. Saber ouvir, saber esperar, saber pensar, saber.

Escolher sntre o que se quer e o que dá jeito. Escolher entre o que nos liberta em algumas vertentes mas no limita noutras tantas e o que nos liberta, verdadeiramente. Ser. Ser sempre. Cair. Levantar. Aprender com os erros e com as decisões menos felizes. Saber que todas as decisões e todas as coisas têm um tempo para acontecer, e nos fazem crescer e ser melhores ao longo da vida. E ter noção de que as coisas menos boas vão sempre acontecer. E que a nossa liberdade também passa por às vezes abdicarmos dela.

Manter a fé e os olhos postos no objectivo maior. Sempre. Ser. Sempre. Ser.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo