segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

It's London calling...

Não é preciso muito para nos encher o coração. Não é mesmo. Cerca de 48horas, passeios infindáveis onde a conversa nunca se esgota -  "para nós dois dias é o mesmo que um café para as pessoas normais..ahah"  - mesmo que haja mais frio que conforto. Partilhamos as almofadas às gargalhadas e já sabemos quando a outra acordou. Até conhecemos a cara de fome, de friiio, de nervoso, de felicidade.

"Lembras-te de como estávamos há um ano?". E como estaremos daqui a mais um? Vamos passando pontes que elas ajudam a lavar a alma, os olhos, o espírito. A abrir o sorriso.

Fev 2015

A vida torna-se mais fácil quando temos quem nos dê a mão durante o caminho. Os amigos são, tantas vezes, o nosso maior suporte, amparo e rampa de lançamentos. Com eles aprendemos a ser melhores, a querer mais, a querer melhor.

E como sentimos a falta dos nossos amigos-família, às vezes temos mesmo que voar até ali ao lado só para poder ter 48 horas de ombro. De gargalhadas. De caminhada. De parvoíce. De amor. De passeio, de exposições, de discussão política, de família. E bom, não podemos dizer que é uma viagem aborrecida :)


V&A, um amor à primeira vista

Let's have lunch under this ceiling?


A melhor revista do mundo, para terminar
O longe faz-se perto assim nós o queiramos. É mesmo só isso: querer. Muito. Que voltamos sempre de coração cheio depois de umas horas destas. E chegamos já a pensar quando podemos regressar, com o coração cheio de gratidão por serem estas as pessoas que tornam a nossa vida um lugar incrível mesmo quando a vida nos coloca umas pedras pelo caminho.

"Que o mal existe e tem que ser combatido todos os dias. E fazer o bem é mesmo uma luta dura". E lutar com companhia é lutar com mais força :)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo