quarta-feira, 3 de junho de 2015

Maio das estranhezas. Junho das incertezas

Que estranho foi este mês de Maio. Tantas coisas a acontecer, ao mesmo tempo, tão pouco tempo para as assimilar, para pensar sobre elas. Que estranhos foram os dias cheios de informação e ao mesmo tempo cheios de incertezas e de desinformação. Que estranhos têm sido estes tempos que parecem trazer tudo de bom e ao mesmo tempo tanto por saber.

Que estranho foi este mês de Maio, na mesma proporção em que foi incrível. Que venha Junho, menos estranho, menos intenso, mais quente, mais doce.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo