segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Regressar.

Durante as férias - e até mesmo durante os dias que as antecederam - tive mil ideias sobre assuntos dos quais queria falar no blogue. Mas a disposição, a vida, vai-se escoando e revolvendo e surpreendendo e de repente eu, que tenho sempre tanto para dizer e por norma mais ainda para escrever, não tenho coisa alguma.

Por isso, no dia em que voltei ao trabalho, só tenho mesmo a surpresa do regresso - que desta vez tem tanta coisa de diferente que isso terá que ficar para outro dia. O meu querido marido, que tanto gosta de mimo, hoje apanhou-me desprevenida e brindou-me com um ramo de flores pouco depois de me ter sentado à secretária. Com o cartão mais lindo de sempre. E é assim que nos vamos apaixonando e reapaixonando. 

Nunca tive a mesa tão bonita.

1 comentário:

Ocorreu um erro neste dispositivo