sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Caso de estudo

A pessoa anda empenhada: não só vai ao ginásio como cumpre as consultas de nutrição que lhe pedem para fazer, ouve com atenção, alimenta-se decentemente que ainda tem que comer por dois e dorme pouco...enfim. Mas a meio da consulta ouve isto: "É um caso de estudo..". Sou um..oi? "É um caso de estudo! De verdade".

E por que sou eu um caso de estudo, perguntam vós?

Ora, porque confessei à nutricionista que um pacote de frutos secos era coisa para me deixar cheia de fome na mesma - "mas mesmo depois de comer o pacote todo??", perguntou de novo. E eu encolhi os ombros: sim. É que fico mesmo. E não é um ratinho, é uma fome igualmente avassaladora.

Portanto, a parte boa desta consulta foi que ela me disse para eu continuar a comer como tenho feito até aqui: aumenta peça de fruta aqui, retira leite ali, mas no cômputo geral, parece que até me alimento bem. Aplaudiu os meus hidratos de carbono à noite, pediu para comer mais pão escuro - ah!, o meu pãozinho alentejano... - e foi isto. Tudo para ver se ganho mais músculos e, consequentemente, mais peso.

Há dias que terminam de forma pior!, de facto.

1 comentário:

Ocorreu um erro neste dispositivo